26 mai 2017

Oiapoque inaugura a Corrida Brasil/França

DA REDAÇÃO

Será neste sábado (27), em Oiapoque, a 1ª Corrida Brasil/França. O evento de rua vai reunir cerca de 350 pessoas, na maioria servidores públicos franceses e brasileiros que trabalham em regime de cooperação na fronteira com a Guiana Francesa.

“Atualmente fazemos várias operações conjuntas, tanto na floresta como no mar, no Cabo Orange. Então, para dar continuidade e celebrar a nossa cooperação, decidimos realizar essa corrida”, justifica o delegado da Polícia Civil, Charles Corrêa, responsável pela organização no lado brasileiro.

O corrida terá percurso de 5 quilômetros, e com largada no lado brasileiro da Ponte Binacional, avançando para dentro do território francês, na cidade de Saint-Georges. Depois do circuito, os corredores voltarão para o mesmo local.

Autoridades francesas exibem as camisas da corrida: adesão total. Fotos: Humberto Baía

A largada está confirmada para as 16h. O evento, idealizado por Corrêa, foi abraçado pelo comércio de Oiapoque que bancou camisas, prêmios, troféus e medalhas. Muitos corredores saíram de Macapá e enfrentaram quase 10 horas pela complicada BR-156 para chegar a Oiapoque.

A corrida também conta com apoio do Exército, Corpo de Bombeiros, e Polícia Militar. Além dos brasileiros, correrão no evento, militares franceses, da Legião Estrangeira, e os gendarmes aduaneiros (que atuam na fronteira), além de convidados.

Os kits da corrida estão sendo retirados na loja Trilha da Moda. É preciso que o competidor entregue no ato dois pacotes de leite em pó.

Source : selesnafes.com

Pronto Atendimento Infantil só vai atender casos de urgência e emergência

CÁSSIA LIMA

A partir desta sexta-feira (26), o Pronto Atendimento Infantil de Macapá (PAI) começou a atender somente casos de urgência e emergência. A decisão busca socorrer crianças em estado de saúde mais graves. De acordo com a direção do hospital, a meta é realizar o acolhimento e melhorar o atendimento.

A prioridade no atendimento faz parte do Termo de Cooperação Técnica entre a Semsa e Sesa. O foco é orientar os pacientes e usuários do sistema de saúde sobre onde procurar atendimento especializado.

O diferencial será na triagem do hospital. Crianças e adolescentes classificados com o vermelho e amarelo serão atendidas no PAI. As cores correspondem a enfermidades clínicas de maior risco. Os pacientes que receberem verde e azul, serão encaminhados para as três Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município que funcionam 24h: Rubin Aronovitch (Santa Inês), Perpétuo Socorro e Marcelo Cândia (Buritizal).

Recepção do PAI. Triagem encaminhará casos com menor gravidade para UBS com auxílio de ambulância. Fotos: Cássia Lima

“A Sesa vai disponibilizar ao PAI uma ambulância que levará o paciente até a UBS mais próxima. Com isso, esperamos diminuir a demanda e garantir um atendimento de qualidade de urgência e emergência”, explicou a diretora do PAI, Zoraima Maramalde.

Segundo dados do Pronto Atendimento Infantil, o hospital possui em média 3,5 mil atendimentos por mês. Entre os meses de janeiro e junho, a estatística aumenta para cerca de 4,8 mil devido às doenças respiratórias.

Mas só em abril deste ano foram registrados mais de 5,4 mil atendimentos. A direção do PAI acredita que desse total, 70% poderia ter sido resolvido em uma UBS de Macapá.

Zoraima Maramalde: transporte de pacientes visa melhorar qualidade dos atendimentos

A Secretaria de Saúde de Macapá anunciou que vai reforçar o número de pediatras nas três UBS’s. A Secretaria de Saúde do Estado também informou que contratou mais profissionais para reforçar a equipe do PAI.

Para orientar melhor a população, a direção do PAI listou prioridades para os pais procurarem atendimento no hospital. São elas:

– Atendimento de urgência, quando a criança precisa de atendimento imediato e há risco de morte.

– Febre alta (maior que 39°C) por mais de três dias ou acompanhada de outros sintomas;

– Dores abdominais fortes por mais de três dias;

– Nível de consciência alterado (desmaio);

– Vômito que não foi curado por alguma medicação;

– Desidratação;

– Presença de sangue nos vômitos ou na diarreia;

– Dificuldade de alimentação;

– Frequência respiratória elevada;

– Convulsões pela primeira vez ou que durem mais de quatro minutos;

– Chiado, cansaço ou tosse seca;

– Irritabilidade mantida ou choro persistente;

– Diminuição da produção de urina;

– Diminuição da sucção em lactentes e recém-nascidos;

– Alterações nas “moleiras” (abaulamento ou afundamento das mesmas).

Source : selesnafes.com

19 mai 2017

Guarda Municipal de Macapá deve passar a usar armamento ainda este ano

CÁSSIA LIMA

A Guarda Civil Municipal de Macapá deve passar por treinamentos para o uso de armamento ainda este ano com a ajuda da Polícia Militar. Pelo menos esse foi um dos encaminhamentos da audiência pública organizada pelo vereador Yuri Pelaes (PMDB) nesta sexta-feira, (19), na Câmara Municipal de Macapá.

A audiência intitulada “O novo papel das guardas municipais”, buscou discutir encaminhamentos efetivos para o cumprimento da Lei 13.022/2014. De acordo com a lei federal, a Guarda pode atuar na proteção da população, patrulhamento preventivo, desenvolvimento de ações de prevenção à violência em grandes eventos, proteção de autoridades e em ações conjuntas com demais órgãos de defesa civil.

Audiência pública discutiu adoção do armamento e situação da categoria. Fotos: Cássia Lima

“Nosso objetivo é que a Guarda seja mais valorizada com o cumprimento de leis e que seja efetivado o plano de cargo, carreira e salários. Vamos propor que o armamento ocorra, como manda a legislação federal”, ressaltou o vereador Yuri Pelaes.

De acordo com o coordenador do programa nacional da cidadania do Amapá, capitão Reinaldo Amin, o armamento e treinamento da Guarda depende da finalização do Termo de cooperação técnica entre Estado e Município. A ideia é que a Guarda seja acionada por meio do Ciodes.

Vereador Yuri Pelaes: legislação federal prevê armamento

“O termo prevê parceria e treinamento pela estrutura física com instrutores da PM. Vamos ceder espaço dentro do Ciodes, assim como no quartel. Assim eles poderão ser capacitados”, explicou o capitão.

Aval do governo federal

Porém, o pedido para a liberação de armamento para a Guarda de Macapá está parado em Brasília. Acontece que toda a documentação encaminhada e que pede autorização da PM para doar armas calibre 38 ao Município ainda não foi respondida pelo governo federal.

Guardas acompanhavam os debates na CMM

“Junto com a Polícia Federal, já fizemos os trâmites e esperamos autorização de Brasília. Esperamos que isso seja ainda este ano para podermos celebrar o Termo”, frisou o coordenador Reinaldo.

Atualmente, a Guarda Municipal de Macapá tem 538 guardas que atuam em quatro grupamentos específicos.

 

Foto destaque: Seles Nafes

Source : selesnafes.com

Ex-servidor da Alap cobrava por vistos falsos para a Guiana Francesa, diz MPF

DA REDAÇÃO

Foi denunciado à Justiça Federal pelo Ministério Público Federal no Amapá (MPF-AP) um esquema de emissão de vistos de entrada na Guiana Francesa utilizando informações e documentos falsos, operado por um ex-servidor da Assembleia Legislativa do Estado do Amapá (Alap). O MPF divulgou o caso na quinta-feira (18), mas o pedido de investigação foi protocolado no fim de abril.

O acusado, Ismael Silva da Costa responderá por falsidade ideológica e exigência de vantagem indevida. De acordo com a denúncia, o ex-servidor da Alap cobrava em média R$ 1,8 mil dos interessados em obter visto nos documentos. A quantia seria paga em espécie.

Ismael encaminhava os documentos assinados por ele como se fosse secretário da Comissão de Relações Exteriores e Defesa do Estado da Alap, ao Cônsul Honorário da França em Macapá.  Ele declarava de forma falsa que as pessoas mencionadas nos requerimentos eram colaboradoras da Alap.

Os vistos então eram concedidos como se os interessados fossem funcionários públicos que trabalham em áreas relacionadas à cooperação bilateral com a Guiana Francesa. Segundo o MPF, procedimento, que existe de forma legal e já beneficiou outros órgãos públicos, concede vistos com validade de um ano e permite múltiplas entradas no território francês, no total de 90 dias por ano.

O inquérito aponta que foram apreendidos mais de 40 passaportes com indícios de fraude pela polícia francesa na fronteira da Guiana Francesa com o Brasil, nos meses de março e abril do ano passado. Em todos os casos, havia a falsa informação de que os donos dos passaportes seriam servidores da Alap.

O MPF/AP pede que a condenação de Ismael Pinto seja aplicada pela quantidade de atuações fraudulentas do acusado conhecidas até o momento, o que pode multiplicar a pena em 40 vezes.

Source : selesnafes.com

Climat : « Il faut renforcer les droits fonciers des populations autochtones d’Amérique latine »

Edwin Vasquez et Candido Mezua, représentants des habitants des forêts d’Amérique du Sud, alertent le président français sur l’importance du maintien de populations en Amazonie comme moyen de protéger cet écosystème. http://ift.tt/2qBP00B Source : lemonde.fr

18 mai 2017

Com filas reduzidas, pais ainda reclamam da demora de atendimento no PAI

CÁSSIA LIMA

Apesar da diminuição de pacientes, ainda havia filas no Pronto Atendimento Infantil (PAI) de Macapá nessa quinta-feira (18). Mas nada comparado ao caos do início da semana onde pais esperaram até 14h por consulta. A procura foi tão alta que quebrou o recorde do ano.

Na última terça-feira (16) a reportagem do portal SELESNAFES.COM flagrou corredores lotados na unidade. A procura em quase todos os casos eram para tratamento dos mesmos sintomas: garganta inflamada, febre alta, vômito, diarreia e problemas respiratórios. Nesta quinta, a fila já estava menor, mas a demora no atendimento continuava.

Pais reclamam da demora no atendimento. Fotos: Cássia Lima

Segundo dados do PAI, são atendidas 3 mil crianças e adolescentes por mês. No período sazonal, que corresponde aos meses de maio e junho (onde há aumento de doenças respiratórias), a média é de 4 mil atendimentos.

Entretanto, somente no mês de abril foram realizados 5.586 (cinco mil quinhentos e oitenta e seis) atendimentos. A Secretaria de Saúde (Sesa) diz que 80% dos casos deveriam ter sido resolvidos em uma Unidade Básica de Saúde (UBS). Segundo a Sesa, o grande número de usuários é ocasionado pela dificuldade de acesso a pediatras nas UBSs.

Um exemplo da situação é a dona de casa Rosana Barbosa que estava com a filha no PAI.

Recepção do PAI lotada

“Eu moro no Buritizal e devido à reforma da UBS do Lélio Silva, trouxe minha filha direto pra cá. Ela está muito gripada e com dor de cabeça há dias. Eu só espero que me atendam logo”, disse a dona de casa que esperava na fila há 3 horas.

A Sesa diz que o PAI é referência no atendimento de urgência e emergência para crianças de 29 dias até 12 anos e trabalha com a Classificação de Risco, em que pacientes mais graves são prioritariamente atendidos, independente da ordem de chegada.

Já a Secretaria de Saúde de Macapá (Semsa),informou ao site que com a reforma das UBSs do Lélio Silva e Congós, a demanda está sendo transferida para as UBSs Rubim Aronovich, no Santa Inês e Perpétuo Socorro. As duas unidades estão funcionando 24hs para atender essa demanda.

UBS do Lélio Silva em reforma

A Semsa ainda informou que existem 20 pediatras e 32 clínicos gerais atendendo em Macapá e que as pessoas procuram o PAI quando acham necessário.

Este é o caso da dona Elenice Carvalho, moradora do Jardim Marco Zero. Ela está com a filha doente há quase um mês e procurou o PAI com encaminhamento médico.

“Minha filha está muito gripada há um mês. Os médicos já fizeram exames, mas encaminharam pra cá porque a garganta dela não fica boa”, ressaltou a mãe da criança de um ano.

Filas reduzidas na frente do PAI

Termo de Cooperação

Devido ao impasse sobre a competência de atendimento do PAI e UBS’s, o Ministério Público do Estado propôs um termo de cooperação entre as secretarias estadual e municipal de saúde para orientar a população sobre o acesso à rede pública.

A campanha é uma recomendação do Ministério Público do Estado e tem como foco ajudar a desafogar a rede estadual, a exemplo do que vem ocorrendo no Pronto Atendimento Infantil (PAI).

Source : selesnafes.com
View My Stats