7 nov. 2017

Unimed Fama anuncia arrendamento de hospital no Amapá

DA REDAÇÃO

Representantes da Unimed Fama informaram nesta terça-feira (7) que pretendem arrendar e investir no hospital da Unimed, localizado no Bairro Jardim Equatorial, na zona sul de Macapá. A informação foi repassada durante reunião com promotores e uma procuradora do Ministério Público do Estado, além de dirigentes do Procon.

Foi o segundo encontro para discutir o assunto e avaliar as medidas que constam num Termo de Ajuste de Conduta (TAC) assinado pela Unimed Fama em 2015. O MPE pressiona a cooperativa a investir na retomada da qualidade do atendimento aos usuários.

Desde 2012, a Unimed passa por um processo que quase levou ao desmonte da cooperativa. Para não fechar as portas, a carteira de usuários foi transferida para a Unimed Fama (Amazonas), que já administra a Unimed de Belém.  

O conselheiro da Unimed Fama, Wilson Niwa, garantiu que o arrendamento incluirá adequações físicas e legais para restabelecimento da unidade hospitalar da capital amapaense.

Ele lembrou que em Belém a cooperativa local tinha um rombo de R$ 140 milhões, e hoje tem um caixa de R$ 120 milhões.  

“Nenhum problema é insolúvel, basta encontrarmos alternativas viáveis através de um acordo de ajuste e cooperação para um melhor atendimento ao cliente”, frisou Wilson Niwa. 

Os promotores de Justiça André Araújo e Fábia Nilci, da Promotoria de Defesa da Saúde, e a promotora de Justiça Gisa Veiga, coordenadora da Promotoria de Santana, participaram do encontro junto com a corregedora geral Estela Sá.

“Independente do TAC ou melhoria sanitária, o que queremos da unidade de saúde é a melhoria no atendimento ao seu beneficiário”, ressaltou André Araújo.

Unimed de Macapá está sendo administrada por entidade de Manaus. Foto: André Silva

“Nós precisamos de respostas. Em muitos casos, o usuário não consegue respostas simples que poderiam ser disponibilizadas pelos balconistas e recepcionistas. Acredito que simples orientações e vontade de atender, poderiam melhorar essas situações”, frisou Gisa Veiga.

Parte do hospital da Unimed permanece interditada pela Vigilância em Saúde após a constatação de que itens do TAC não estavam sendo cumpridos.

O MPE não informou qual prazo a Unimed Fama tem para resolver todos os problemas.

Source : selesnafes.com

6 nov. 2017

Mais um condenado na Eclésia ganha prisão domiciliar

SELES NAFES

O desembargador Manoel Brito, do Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), converteu em prisão domiciliar o cumprimento da pena de 11 anos do empresário Marcel Bitencourt, condenado por fraude e desvio num contrato com a Assembleia Legislativa do Estado (Alap). A esposa dele, também condenada, já cumpre prisão domiciliar desde dezembro do ano passado. 

O empresário estava no Instituto de Administração Penitenciária do Amapá (Iapen) desde fevereiro deste ano, quando foi preso em Belém após ficar três meses foragido.

Ele estava hospedado em um hotel quando foi surpreendido numa operação do Ministério Público do Amapá, com a cooperação da Polícia Civil do Pará. Dias depois, ele foi recambiado para Macapá e recolhido ao Iapen.

Três meses antes, o Tjap havia determinado o início do cumprimento da pena dele, da esposa e sócia Manoela Bitencourt; do deputado Moisés Souza (PSC), e do ex-deputado Edinho Duarte.

Nos últimos dias, o empresário vinha se queixando de taquicardia.  

“Levamos ele ao médico, e fez os exames que constataram que está com um problema cardíaco”, explicou o advogado Marcelino Freitas.  

Advogado Marcelino Freitas: taquicardia. Foto: Arquivo/SN

Com a decisão do desembargador Manoel Brito, proferida no último domingo (5), todos os condenados na Operação Eclésia passam a cumprir pena em regime domiciliar, com exceção do ex-deputado Edinho Duarte, flagrado em setembro usando o telefone celular em casa. Ele perdeu o benefício e voltou para o Instituto de Administração Penitenciária.

Já o deputado Moisés Souza, acusado de se envolver em um acidente de trânsito quando estava em prisão domiciliar, será a situação reavaliada pelo Tribunal de Justiça no próximo dia 9.

Source : selesnafes.com

3 nov. 2017

La Nouvelle-Zélande sur le chemin du «visa pour réfugié climatique», un sujet épineux sur lequel des universitaires du Brésil se sont penchés pour Haïti…

REF CLIM PHOTO red «Un visa humanitaire expérimental» : c’est en ces termes choisis que le nouveau gouvernement néo-zélandais, composé depuis septembre d’une coalition entre écologistes et travaillistes...
Source : http://ift.tt/2iXeHqK

2 nov. 2017

Soirée de projection: 10 ans de reportage photo Une saison en Guyane

Les rencontres photographiques mettent à l’honneur 10 ans de photo-reportages du magazine Une saison en Guyane, vendredi 10 novembre à 19h30 sur la Place des Palmistes. En deuxième partie de la soirée, nous présenterons au public  97px.fr,  une agence et plateforme photo des Outremers.

Un plateau, des Guyane Rétrospective Une saison en Guyane

Juillet 2008, le premier numéro de Une saison en Guyane est disponible en Guyane et dans l’Hexagone. Voilà bientôt dix ans que le magazine vous fait voyager sur le plateau des Guyanes, aux rythmes de la nature et des hommes.
C’est à cette occasion qu’une rétrospective des meilleurs photoreportages parus dans le magazine sera projetée le vendredi 10 novembre sur la Place des Palmistes à partir de 19h30, avec les photographes :

Gwenaël Quenette, Tanguy Deville, Karl Joseph, Pierre-Olivier Jay, Katia Clamaran
Guillaume Feuillet, Philippe Roger, Thierry Montford, Nicolas Lo Calzo,
Ludovic Salomon, Léon Collin, Christophe Gin, Maël Dewynter et bien d’autres.

Portfolio des Outremers

97px est une agence photo et plateforme innovante dédiée à l’Outremer portée par l’équipe du magazine Une saison en Guyane.
Ce nouveau projet s’inscrit dans une démarche de valorisation du travail photographique professionnel de la Guyane et des Outremers intitié sur le magazine.
Le site 97px.com, disponible dans sa version bêta depuis quelques mois permet d’acheter des droits photo en ligne, et fait émerger une communauté de photographes ayant réalisé des images sur les différents territoires d’outre-mer.
Nous vous proposons de découvrir les territoires de l’océan Indien, de l’océan Pacifique, de la mer des Caraïbes… à travers l’objectif des photographes suivants :

Aurélien Brusini, Sylvain Santelli, Nicolas Derné
Bertrand Fanonnel, Manuel Ballesteros, Dennis Lamaison
Greg Boissy, Pamela Carzon, Oriane Blandel, Franck Mazeas, Laurent Capmas

Source : http://ift.tt/13kAc7S

23 oct. 2017

Cidade de AP vai sediar polo universitário estadual para municípios do Norte

DA REDAÇÃO

A cidade de Amapá foi escolhida para sediar o polo universitário estadual que vai abranger as cidades de Pracuúba, Tartarugalzinho e Calçoene, além de Amapá, ao norte do estado. Para a região, conhecida como Região dos Lagos, serão ofertados cursos de matemática e agronomia da Universidade Estadual do Amapá (Ueap).

Inicialmente, serão ofertadas para o ano letivo de 2018, 150 vagas de graduação, 50 para matemática, 50 para engenharia de pesca e o restante para agronomia. Além da graduação, serão ofertadas vagas para pós-graduação, nas modalidades presencial, semipresencial e à distância.

A assinatura do Termo de Cooperação Técnica (TCT), que vai possibilitar a implantação do polo na Escola Estadual Vidal de Negreiros, na cidade de Amapá, ocorreu no dia do aniversário de 116 anos do município, no domingo (22).

“A Região dos Lagos tem uma população de mais de 30 mil moradores. O polo universitário é uma antiga reivindicação dos moradores da Região dos Lagos. Agora, os jovens que optarem por matemática, engenharia de pesca ou agronomia não precisarão mais ir até a capital do estado para ingressar em um curso superior”, falou o governador Waldez Góes, no ato da assinatura que aconteceu na Câmara de Vereadores.

De acordo com o governo, ainda neste ano, devem ser implantados cursos de formação continuada com duração de quatro meses, nas áreas de letras e engenharias química, de pesca, florestal, ambiental e de produção. A previsão é de 300 vagas iniciais.

“Um polo mais perto da comunidade é importante porque nem todos têm condições financeiras para se manter longe de casa. E tenho certeza que o curso de agronomia vai potencializar a nossa capacidade produtiva na pecuária, pesca e agricultura”, avaliou o prefeito Carlos Sampaio.

Estrutura

A estrutura do polo prevê laboratório de informática, de matemática, setor administrativo e salas de aula. Os investimentos são da ordem de R$ 280 mil. Outros R$ 220 mil serão aplicados na troca de telhado, forro, substituição de portas e janelas da escola onde vai funcionar o polo.

De acordo com o Termo de Cooperação Técnica, a prefeitura de Amapá vai assumir algumas responsabilidades para a implantação do polo, como manter a estrutura física, prover internet para o funcionamento do campus, ceder ou contratar servidores para a coordenação do polo, setor de informática e serviços gerais.

A Ueap vai entrar com todo o quadro técnico. Inicialmente os cursos serão modulares com o revezamento de professores, de acordo com as disciplinas das grades curriculares.

 

Source : selesnafes.com

21 oct. 2017

Município de Amapá comemora aniversário com anúncio de criação de campus da Ueap

DA REDAÇÃO

Além de virar simbolicamente a capital do Estado durante o seu aniversário de 116 anos, o município de Amapá receberá neste domingo (22) o anúncio de ações governamentais e programação cultural. O evento é organizado pelo  governo do Estado e prefeitura.

Uma das medidas anunciadas é a revitalização do prédio oficial e do anexo da Escola Estadual Vidal Negreiros, durante o mês de novembro. A unidade de ensino é a maior da cidade, responsável pelo atendimento de aproximadamente 900 alunos dos ensinos fundamental e médio.

Será celebrado também um convênio entre GEA e Município que permitirá futuras instalações da Universidade do Estado o Amapá (Ueap) no anexo da Vidal Negreiros. A perspectiva é que sejam oferecidos os cursos de agronomia e matemática no futuro campus.

Será assinado também um termo de cooperação garantindo o recapeamento asfáltico de 3 km na cidade.

“Com essa medida poderemos recuperar o cinturão viário de nossa cidade, garantindo melhor qualidade de vida à população”, explicou o prefeito do Amapá. Os trabalhos iniciarão na última semana do mês de novembro, ainda durante o verão.

Além disso, o governador Waldez Góes realizará visita de fiscalização na execução do convênio de limpeza pública da cidade. A celebração incluirá ainda inauguração de uma praça digital e shows artísticos de Zé Miguel e da Banda Babilônia.

Source : selesnafes.com
View My Stats